• 0Comentários

    UM POR TODOS E TODOS PELO RN

    Foto: Google

    Ando rouco de tanto falar da necessidade de superação do tipo de “política” que se praticava há 60 anos atrás. Se continuarem a tratar assim, "a galinha dos ovos de ouro", em pouco tempo não vai sobrar mais nem as penas para disputas futuras...

    Nosso Rio Grande do Norte precisa com urgência que não só os políticos, mas também os Poderes constituídos e os Servidores, além de empresários e demais trabalhadores deem as mãos.

    O momento é de trégua e de desarmamento de espíritos fraticidas. Quem quiser bem ao nosso povo potiguar, deve procurar desenvolver dentro de si, o verdadeiro espírito público. 

    Para ajudar não é preciso “convite”. A situação exige colocar-se à disposição e isso significa muito mais que solidariedade de discurso. O pecado da omissão e do silêncio diante do caos é em si mesmo uma das formas de boicote.

    Governo e Assembleia precisam ajustar a máquina à governabilidade. Incentivos fiscais serem concedidos apenas a quem cumprir as metas de emprego e se enquadrar neste tipo de política. Tribunal de Justiça precisa ser justo e repartir as expressivas sobras financeiras. Tribunal de Contas rever posicionamentos e cálculos de Lei de Responsabilidade Fiscal que talvez não aplique a si mesmo. Ministério Público mediar conflitos corporativistas, inclusive, entre os próprios poderes.

    Senadores e Deputados Federais, somar-se à FIERN, FECOMERCIO, FCDL, Sindicatos, dentre outros, ao esforço que o Governo do Estado está fazendo para conseguir ajuda financeira do Governo Federal (R$ 600 milhões), a fim de pagar os salários e regularizar os serviços essenciais à população.

    Além disso, há empréstimos prontos para serem liberados: da Caixa (R$ 750 milhões) e do Banco do Brasil (R$ 850 milhões). Já imaginaram esses recursos circulando em nossa economia?

    A imprensa, sempre vigilante, colaborar informando os passos que serão dados a caminho de soluções.

    Vamos olhar para frente? Ou será que ainda há tempo para procurar o percentual de culpa que cada poder e cada político tem na construção dessa crise?

    É hora de um pacto de união.

    A nossa bandeira é uma só, fincada num barco que também é um só.

    Um por todos e todos pelo RN.

     

    *Robson Carvalho é cientista político, mestrando na área e especialista em gestão pública pela UFRN. Autor do livro Manual do Cidadão e apresentador de programas de Radio e TV no RN.
     

Comentários

Deixe seu comentário

  • Marque para poder comentar: